domingo, 7 de abril de 2013

Convidei para jantar...Gustav Klimt e uma panna cotta de caramelo e chocolate branco com iogurte grego

Faz este ano 151 anos sob o nascimento de Gustav Klimt, o meu pintor favorito e segundo a inicativa da Anasbageri e tendo o Panela sem (de) pressão como anftitrião, é ele o meu convidado e tenho uma panna cotta para lhe oferecer.
Foi um autor controverso em vida, retratado em filme pelo cineasta Raoul Ruiz e tendo John Malkovitch como protagonista.
 Tive a sorte de em Dezembro de 1999 ver o quadro "O Beijo", o meu favorito, ao vivo exposto no Museu Belvedere em Viena. Foi pintado entre 1907 e 1908 e é considerada a sua obra-prima. Uma das características mais interessantes da pintura deste autor são o facto de ter usado ouro para envolver as suas telas e retratar a figura feminina como ninguém.  Os seus maiores trabalhos incluem pinturas, murais, esboços e outros objetos de arte, muitos dos quais estão em exposição na Galeria da Secessão de Viena. 
O quadro deixou-me boquiaberta, esmagada pela perfeição, luminosidade e pelo que me fez sentir, o amor entre as personagens do quadro era tangível. Foi uma das melhores coisas da minha vida, ter podido ver ao vivo esta obra.
E claro, tinha de ser ele o protagonista deste jantar e não lhe quis oferecer nada banal e resolvi criar esta panna cotta sui generis na esperança de que esteja à sua altura.
Espero voltar a ver "o Beijo" ao vivo uma vez mais! 




Precisamos de:
- 100g de açúcar
- 1 embalagem de iogurte natural grego (125g)
- 200ml de natas 35%
- 20g de chocolate branco Pantagruel
- 80ml de leite meio-gordo
- 2 folhas de gelatina

1. Hidratar a gelatina em água fria.
2. Derreter o açúcar até ficar em caramelo.
3. Adicionar as natas, o chocolate e deixar ferver mais um pouco (se estiver com grumos, não se preocupe que com o calor eles desfazem-se).
4. Acrescentar o leite, o iogurte e a gelatina escorrida e mexa bem.
5. Levar a refrigerar pelo menos 2h.

13 comentários:

  1. Este convidei para jantar está-me a deixar babada...Qual das escolhas a melhor?
    Essa panna cotta está uma tentação!
    beijinhos e uma boa semana :)

    ResponderEliminar
  2. Quando fiz o meu post do convidei para jantar, estava na duvida entre o Klimt e o Picasso! Escolhi o Picasso!! Adoro esse quadro de Klimt, tem um significado profundo dependendo de como o interpretes!!!
    E agora interpreto eu essa pannacotta, que tem que ser absolutamente divinal!!! E levo a receita comigo!!!
    Um Beijo,
    Mena.

    ResponderEliminar
  3. Mas que bela escolha e que bela conjugação! :)

    Beijinhos,
    Mafalda

    ResponderEliminar
  4. Ok não conheço o Pintor :D mas a panna cotta tem muito bom ar :)

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Olá...
    Que excelente aspecto ;).... A tua receita é espectacular :).... Beijocas...

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Excelente escolha, deste pintor apenas conheço este quadro mas a sobremesa que lhe ofereces é também ela uma obra de arte :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Uma escolha muito boa, também gosto muito dele, embora não seja dos meus favoritos.
    A pannacotta deve ser deliciosa, e está de certeza à altura da escolha.
    Bjns e boa semana
    Isabel

    ResponderEliminar
  8. Que bela escolha! E que delícia essa pannacotta!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Adoro Pannacotta :)

    E adorei esta receita!

    ResponderEliminar
  10. Esse quadro é mesmo o reflexo da ternura e da paixão, e é mesmo uma inspiração!!! Mas olha que a tua pannacotta inspira também coisas muito boas!!!
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  11. Ficou marcada! O o Klimt... é de facto fabuloso :) Bj Susana

    ResponderEliminar
  12. Uma das obras de Klimt mais conhecida no mundo inteiro e muito apreciada pela enorme carga emotiva que carrega e grande beleza.
    A tua panacotta parece-me divina, com o iogurte e o chocolate branco, adorei!
    Bjs

    ResponderEliminar